12 Principais e Melhores Sítios Arqueológicos Do México

Ranking dos 12 principais e melhores sítios arqueológicos do México. O México tem muito a oferecer para quem está sempre em busca de novas aventuras, e os sítios arqueológicos são imperdíveis.

Selecionamos 12 Dos Principais e Melhores Sítios Arqueológicos Do México, Para Sua Próxima Viagem.

Milhares de histórias desconhecidas definem este tipo de lugares e isso significa que eles sempre irão surpreendê-lo.

Das 180 zonas arqueológicas descobertas no México até agora, estas são as melhores para explorar.

12) Sítio Arqueológico de Edzná

Localizado no estado do Campeche, este pequeno, mas encantador lugar vai fazer você querer descobrir mais sobre as antigas civilizações.

O pináculo de Edzná foi por volta de 400 aC quando foi inundado pela cultura maia.

O templo principal é o edifício mais atraente lá, no entanto, você também pode construir as quadras de bola paralelas no local.

Se você está planejando visitar lugares arqueológicos, Edzná seria um bom lugar para começar sua aventura na história pré-hispânica mexicana.

11) El Tajín

Situado no sul do estado de Veracruz, El Tajín é uma parte importante da cultura de Veracruz.

Numerosos templos, pirâmides e até palácios cercam este sítio arqueológico que data de 1200 EC.

Todo mundo fica animado quando pisa aqui pela primeira vez, não é à toa que este lugar tem cerca de 300.000 visitantes todos os anos.

A Pirâmide dos Nichos é a principal atração aqui devido à sua estrutura incomum e incrível preservação ao longo dos séculos.

O design único das pirâmides torna o local ainda mais especial, pois não existe esse estilo em nenhuma civilização mesoamericana.

10) Sítio Arqueológico El Cerrito

Agora vem um dos pontos turísticos mais subestimados de todo o território mexicano. O sítio arqueológico de El Cerrito se estende até Querétaro, o coração do país.

A cultura Chupícuaro que habitou este local por volta de 300 EC não apenas construiu uma das mais belas pirâmides do mundo, mas também deixou um sítio arqueológico cheio de joias, pedras preciosas e outras pedras preciosas por toda a região.

O museu do local oferece uma história maravilhosa da antiga civilização que percorreu o local. Você também pode ver as gemas e joias que as pessoas costumavam usar e pode até ver habitantes fossilizados.

Sem dúvida, um lugar que você não gostaria de perder.

9) El Tepozteco, Tepoztlán

O ranking continua com um dos sites mais incríveis, porém difíceis de alcançar.

El Tepozteco fica no pico da montanha mais alta da Cidade Mágica de Tepoztlan, no estado de Morelos.

Ainda é um segredo como os antigos habitantes construíram este templo no topo da Sierra Tepoztlan, uma montanha íngreme de 600 metros de altura e 1.200 metros acima do nível do mar.

No entanto, o que os pesquisadores sabem é que este templo serviu como playground para louvar Tepoztēcatl, o deus asteca da bebida alcoólica pulque.

Tanto moradores quanto turistas podem escalar a Sierra Tepoztlan para visitar este lugar incrível e ao mesmo tempo ter uma vista de 360 ​​graus do Tepoztlan.

8) Monte Alban

Outro lugar arqueológico de alta altitude que irá encantá-lo para sempre.

Monte Alban está localizado no sul do estado de Oaxaca, especificamente no Vale de Oaxaca. E a sua construção data do século VIII.

Lá você encontrará uma variedade diferente de estruturas como pirâmides, templos, praças, passagens subterrâneas e também o sistema de tumbas mais sofisticado das Américas pré-colombianas com mais de 150 tumbas.

Por estar em terreno alto, a vista que você terá ao chegar é incomparável.

No entanto, Monte Alban está sofrendo uma grande ameaça devido à urbanização humana. Enquanto os humanos continuam a se expandir, Monte Alban está perdendo terras.

7) Calakmul

Abrigada na vastidão da selva do sul do México, Calakmul surge para impressionar os mais sortudos que a veem.

Localizado em Campeche, este sítio arqueológico já foi uma cidade poderosa na cultura maia.

Existem mais de 6.700 estruturas identificadas em Calakmul, e a Grande Pirâmide é a mais alta, com 45 metros de altura.

O local é tão isolado que você terá a sensação de que os maias estão observando você enquanto caminha. Você vai se sentir imerso na imensidão do lugar com o passar das horas.

E isso é por si só uma experiência que você tem que viver.

6) Sítio Arqueológico de Uxmal

Uxmal é uma das cidades antigas mais importantes da civilização maia. Encontra-se em Yucatan, a capital do estado de Mérida, no sul do México.

Devido à sua importância, a UNESCO reconheceu-o como Património Mundial.

Uxmal estava em seu auge entre 800-925 dC, quando era a capital do estado maia.

A Pirâmide é o Mágico é a atração mais popular por lá, ao lado do Palácio do Governador e do Trono do Jaguar.

Além disso, você também pode apreciar os símbolos tradicionais maias em todo o lugar.

É, de fato, um local atraente para explorar.

5) Palenque

Escondido nas densas selvas do estado de Chiapas, Palenque o deixará em estado de choque.

Esta cidade pré-hispânica que data do século VII lhe dirá tudo o que você precisa saber sobre a arquitetura maia.

Que lugar maravilhoso para se visitar, os maias fizeram um trabalho notável na arquitetura de Palenque.

Na verdade, é fácil perceber por que esse lugar está na lista de desejos de todos quando se trata de sítios arqueológicos.

Palenque é o lar do Templo das Inscrições, a maior pirâmide construída pela civilização maia.

No entanto, Palenque tem muito mais, ainda mais, para oferecer.

Se você caminhar um pouco, encontrará o Templo da Cruz, o Templo do Sol, o Templo das Caveiras e o Templo da Cruz Foliada.

Além disso, você pode ver o Palácio e o aqueduto. É impossível não se soltar por aí.

4) Zona Arqueológica de Toniná

Toniná é mais uma antiga civilização maia e rival próxima de Palenque.

Situado no estado de Chiapas, este local possui uma diversidade de pirâmides que serviram como templos.

Além disso, você pode ver as quadras de bola que os mesoamericanos costumavam jogar bola.

O lugar é de tirar o fôlego, pois fica no meio da selva. Os edifícios vão fazer você se perguntar como eles construíram tais estruturas lá.

E, claro, é um belo lugar para se visitar em qualquer época do ano.

A cidade é conhecida por ter o último calendário maia mundialmente famoso existente.

Sem dúvida, esta é uma viagem que você vai adorar fazer.

3) Ruínas de Tulum

Tulum é uma grande cidade maia que funcionou como uma fortaleza nos séculos XIV e XV.

Fica no estado caribenho de Quintana Roo e também é uma das atrações turísticas mais importantes do México.

Os maias utilizaram Tulum como um importante rota terrestre e marítima para comércios, bem como uma defesa de forte para invasões.

Além disso, Tulum é tão bonita quanto importante para os maias, e milhões de visitantes se deliciam todos os anos lá.

Além disso, está fechado para a cidade mais famosa do México, Cancun. Apenas 118 Km separam estes dois destinos de sonho.

A Pirâmide El Castillo é a estrutura mais famosa de lá. No entanto, o Templo dos Afrescos e o Templo do Deus Descendente também são uma marca registrada em Tulum.

Não importa em que época do ano você decida ir, Tulum deve estar sempre na sua lista de desejos!

2) Chichén Itzá

Famosa mundialmente e de incrível importância cultural, Chichén Itzá ocupa o número 2 nesta lista por um bom motivo.

Este lugar se descreve apenas olhando para ele. Não são necessárias palavras. Outra cidade maia é a mais popular, atraindo milhões de turistas e moradores todos os anos.

Chichén Itzá é um Patrimônio Mundial da UNESCO e você pode facilmente perceber o porquê.

São inúmeras as histórias desconhecidas neste local que tornam este sítio arqueológico ainda mais impressionante.

Chichén Itzá fica no estado moderno de Yucatán, na Península de Yucatán, e seu auge como civilização foi entre 600-1200 dC.

Há muitos edifícios e locais para espreitar lá. No entanto, a pirâmide El Castillo é a estrutura mais famosa.

Na verdade, El Castillo tem 30 metros de altura e foi o Templo de Kukulkan, uma antiga divindade maia serpente emplumada.

Além disso, você também pode ver treze quadras de futebol que os maias usavam como playground para venerar seus deuses.

O Templo dos Guerreiros é outro ponto imperdível da região. A pirâmide retrata uma formação guerreira, e atrai todo tipo de visitantes.

Além disso, o Cenote Sagrado é outro local que vale a pena ver. Cenotes são buracos naturais muito comuns na Península de Yucatán.

De fato, Chichén Itzá tem seu próprio Cenote cheio de água, onde os maias realizavam sacrifícios humanos como forma de devoção ao deus maia da chuva Chaac.

Chichén Itzá recebe cerca de 2 milhões de turistas todos os anos, tornando-se a segunda zona arqueológica mais visitada do México.

Menção especial: Cholula

Antes de revelar o número 1, Cholula merece um destaque nesta lista.

Não pelo lugar em si, mas porque tem a Grande Pirâmide de Cholula, a maior pirâmide do mundo em área total.

Tem 55 metros de altura por 450 metros de comprimento e 450 metros de largura.

Você encontra Cholula no estado de Puebla e, infelizmente, as pessoas só podem espiar a pirâmide, pois é coberta por vegetação.

No entanto, a pirâmide permanece lá e é a maior em área terrestre.

1) Teotihuacán

Teotihuacán, onde os homens se tornaram deuses.

Você definitivamente vai se sentir como um Deus na terra andando por esta cidade antiga. Simplesmente incrível.

Localizada a 40 km a nordeste da Cidade do México, esta área cobre 83 quilômetros quadrados.

Atraindo em média 4 milhões de visitantes a cada, Teotihuacán é o sítio arqueológico mais visitado do México e um dos lugares turísticos mais visitados de todo o planeta.

Também conhecida como a “Cidade do Deus”, Teotihuacán tinha 125.000 habitantes em seu apogeu, por volta dos anos 350-600 dC, tornando-se o centro urbano mais importante da Mesoamérica na época.

Os pesquisadores descobriram que os astecas encontraram este lugar quando foi abandonado e o reivindicaram como deles.

No entanto, a investigação sugere que os Teotihuacanos foram os primeiros habitantes desta área quase 1000 anos antes da chegada dos astecas. Portanto, foram eles que construíram as pirâmides e não os astecas, como as pessoas costumam acreditar.

Teotihuacán foi a cidade mais importante de seu período e continua sendo o sítio arqueológico mais notável da civilização ocidental.

Muita história cobre o lugar, mas a Pirâmide do Sol e a Pirâmide da Lua se destacam lá.

Pirâmide do Sol

A Pirâmide do Sol é a terceira maior pirâmide do mundo antigo com 65,5 metros de altura, 220 metros de comprimento e 224 metros de largura.

Por outro lado, a Pirâmide da Lua é pelo menos 100 anos mais velha que sua irmã. É o segundo maior edifício de Teotihuacán e fica no final da Avenida dos Mortos.

Também leitura obrigatória: 18 melhores presentes para casais que adoram viajar

Pirâmide da Lua

A enorme Avenida dos Mortos é a estrada principal deste lugar. cobre 4 km de comprimento e 40 metros de largura. Os visitantes passeiam pela avenida até a magnitude total de Teotihuacán.

Tenha Em Mente

Como tradição em Teotihuacán, os visitantes escalam o topo da Pirâmide do Sol todos os anos em 21 de março no Equinócio Vernal.

Nesse dia as pessoas vestem roupas brancas para receber “energias positivas” de cima enquanto levantam as mãos para o céu.

Teotihuacán estabeleceu um recorde de visitantes todos os anos em 21 de março. Mais de 500.000 pessoas vão a Teotihuacán naquele dia por esse motivo.

No entanto, os arqueólogos Sergio Gómez Chávez e Alejandro Sarabia afirmaram que esta atividade não tem nada a ver com Teotihuacán e que o acúmulo de pessoas poderia prejudicar e deteriorar as pirâmides.

Depois de ler este artigo vai gostar de fazer as malas e descobrir novos lugares com centenas de histórias.


Veja Também: Os 20 Melhores Museus Dos EUA Que Você Precisa Conhecer