fbpx

Top 20 Das Aldeias Mais Bonitas Da Holanda.

Você está planejando um passeio pela Holanda? Quais lugares estão em sua mente? Aqui estão algumas das aldeias mais bonitas da Holanda que você deve considerar adicionar ao seu itinerário.

A Holanda tem muitas vilas bonitas, que oferecem experiências e pontos turísticos únicos para os visitantes. Das ruas de paralelepípedos e casas de palha aos canais e jardins secretos, há muito para você aproveitar.

E se você pensou que era tudo, essas aldeias oferecem mais do que apenas belas paisagens.

Eles oferecem uma excelente oportunidade para passear por algumas das mais fascinantes histórias e culturas holandesas antigas. A maioria deles preservou sua arquitetura, cultura e idiomas, que prezam até hoje.

As aldeias também são facilmente acessíveis, pois a maioria delas está localizada perto das grandes cidades. Eles têm todas as facilidades que um viajante deseja, como boa acomodação, comida e anfitriões calorosos.

Abaixo está uma lista das aldeias mais bonitas da Holanda.

Aldeias Mais Bonitas Da Holanda

1. Hollum

Hollum está entre as quatro aldeias da ilha de Ameland. A maioria das casas em Hollum foram construídas antes do século XVIII, dando-lhe uma sensação muito tradicional. De facto, a aldeia encontra-se atualmente protegida devido ao seu valor histórico e cultural.

Enquanto estiver em Hollum, você tem a chance de visitar vários locais fascinantes, como o Museu Soorgdrager e a igreja reformada, construída no século XII.

O Farol de Ameland também é imperdível. São 240 degraus para chegar ao topo do farol, de onde se tem uma vista aérea panorâmica da ilha.

Outros lugares notáveis ​​incluem as casas dos comandantes, que eram usadas pelos capitães dos botes baleeiros. Eles são identificáveis ​​por sua borda dupla única na frente.

E, além de passear, você também pode praticar esportes aquáticos como caiaque, kite e surf. A vila é acessível apenas por via aérea ou balsa, e os voos estão disponíveis apenas de abril a setembro.

Se você estiver voando para lá, poderá tornar sua viagem ainda mais agradável reservando um lounge do aeroporto, por meio do Lounge Pass. Isso o ajudará a relaxar antes do voo ou após o pouso.

2. Winsum

Winsum é outra vila animada que certamente o levará de volta no tempo. Inicialmente, consistia em duas aldeias separadas – Bellingweek e Obergum. Essas aldeias estavam localizadas em ambos os lados do canal local chamado Winsumerdiep.

No entanto, com o tempo, as aldeias se fundiram em uma. Isso foi possível pela construção de duas pontes, para ligar as aldeias.

A arquitetura de Winsum reflete a cultura holandesa do passado. Mas ao longo dos anos, a vila enfrentou enormes desafios, incluindo danos causados ​​por terremotos. Alguns dos efeitos desses desastres ainda são evidentes até hoje.

A vila de Winsum não tem escassez de lugares para visitar e coisas para ver. Para começar, há dois antigos moinhos de vento, que foram construídos já no século XVII.

Há também uma antiga igreja chamada Torenkerk que foi construída em 1879.

E para coroar tudo isso, há mais de 50 monumentos nacionais para você visitar. Tudo isso e muito mais coloca Winsum entre as mais belas aldeias da Holanda.

3. Schin op Geul

Schin op Geul é uma pequena e charmosa vila localizada ao redor das colinas de Limburg. Está situado a menos de 5 km de Valkenburg e a cerca de 13 km de Maastricht.

Escondida entre as colinas, a vila tem excelentes vistas que farão as delícias de qualquer visitante. Uma vez na vila, aproveite para explorar as ruínas vizinhas do Castelo de Valkenburg. Este castelo foi construído na Idade Média e irá surpreendê-lo com seus belos interiores e história emocionante.

Você também pode visitar a Caverna de Veludo nas proximidades, que consiste em uma rede de passagens subterrâneas secretas. Foram construídas entre os séculos XI e XII e serviam de acesso ao castelo.

Outra atração maravilhosa é o Kasteeltuin Oud-Valkenburg, um jardim botânico composto por plantas, plantações e flores nativas. O jardim é lindo e muito bem cuidado.

Se ainda tiver tempo, você também pode visitar o Kasteel Wijlre, uma galeria de arquitetura moderna que tenta casar a natureza com a arte.

4. Edam

Este pequeno povoado é conhecido por seu famoso mercado de queijos. Ele está localizado nos arredores da capital, Amsterdã, e levará apenas 30 minutos para chegar lá de ônibus.

Edam é, sem dúvida, uma das principais atrações da capital.

A vila tem estruturas monumentais, como armazéns, igrejas, casas e pontes. A maioria deles tem mais de 500 anos, e certamente fará seu passeio valer a pena. 

Esta vila foi um centro comercial ativo durante o século XVII, o que significa que é rica em história holandesa. Comerciantes de toda a Holanda e de outros lugares vinham aqui para comercializar queijo Edam em troca de especiarias e outros produtos.

A aldeia continua a atrair pessoas hoje por causa do próspero Mercado do Queijo, que acontece todas as quartas-feiras.

É o local ideal para os entusiastas do queijo que têm a oportunidade de saborear o tradicional queijo holandês. Os belos canais também atraem muitos velejadores amadores.

Edam é sem dúvida uma das aldeias mais bonitas da Holanda.

5. Urk

Urk é uma vila de pescadores que antigamente era uma ilha. Ele está localizado em Flevoland, que é a província mais jovem da Holanda.

Esta vila não é apenas uma das mais belas vilas da Holanda; também é rica em história e cultura holandesas. A língua local aqui é o dialeto Urkers.

Certifique-se de visitar o famoso mercado de peixe. Aqui, você pode provar algumas enguias defumadas dos lagos locais ou comer um peixe frito fresco. Os outros locais que você pode visitar incluem o farol e o museu local.

Você também pode andar de barco pelo Lago Ijsselmeer em um barco de pesca real. Durante o verão, você pode nadar ou tomar banho de areia ao redor do lago. Este lago também é um local popular para esportes aquáticos como caiaque e pipas.

No entanto, é importante notar que a maioria dos moradores daqui leva a religião muito a sério e não trabalha aos domingos.

Portanto, planeje seu itinerário nos outros dias da semana se quiser a experiência completa.

6. Bourtange

Esta aldeia em forma de estrela era originalmente um forte e é uma das aldeias mais populares da Holanda. Foi construído em 1593 durante a guerra entre os espanhóis e os Países Baixos.

Foi construído ao longo da única estrada que ligava a Alemanha a Groningen. A vila foi posteriormente renovada em meados do século 20 para o que é agora. A área fortificada original é agora um museu aberto acessível ao público.

Bourtange tem centenas de belas casas ao redor de sua icônica praça central. Existem várias lojas e restaurantes onde os visitantes e moradores podem se misturar.

Durante o verão, alguns restaurantes oferecem mesas no terraço. Isso torna a praça um local ideal para relaxar durante a tarde enquanto saboreia seu chá ou outras bebidas. Você também pode ter a oportunidade de assistir a reconstituições históricas do passado de Bourtange.

Existem outros museus menores espalhados pela vila, onde você pode aprender mais sobre Bourtange e a província mais ampla de Groningen.

E você não precisa se preocupar com onde ficar enquanto visita a vila. Existem vários hotéis excelentes dentro de Bourtange, e alguns moradores também oferecem suas casas aos visitantes através do Airbnb.

7. Veere

Veere é uma vila na Holanda, situada na província de Zeeland. No século 13, costumava haver uma rota direta de Veere para o Mar do Norte, tornando-se um centro movimentado do comércio marítimo.

Esta vila tem uma forte ligação à Escócia, pois foi um centro do comércio de lã, entre os holandeses e os escoceses. Como resultado, muitos escoceses emigraram para Veere nos séculos XVI e XVII.

Tem pitorescos edifícios medievais que têm uma história incrivelmente rica. E, no centro da vila, há uma enorme igreja que foi construída no século XIV.

A igreja foi construída para os escoceses e foi a primeira Kirk escocesa a ser construída em solo estrangeiro. A certa altura, foi transformado em hospital militar pelos soldados de Napoleão.

Você deve visitar o museu Schotse Huizen para aprender mais sobre o legado escocês em Veere. A vila é protegida pelo governo por causa de seus monumentos e paisagem urbana histórica.

As casas antigas são uma lembrança da rica história da cidade durante os dias de glória.

8. Hindeloopen

Hindeloopen começou a ganhar reconhecimento no século 17, embora tenha sido estabelecido no século 13. Foi um importante ponto de convergência como centro do comércio marítimo internacional. Isso facilitou sua transformação no que é agora.

O comércio também deixou um rico legado que é evidente na arquitetura da cidade, no modo de vestir e até na linguagem. A vila exibe uma bela mistura de elementos dinamarqueses, ingleses e frísios. Isso a torna uma das aldeias mais bonitas da Holanda.

No momento, Hindeloopen abriga cerca de 700 moradores, a maioria dos quais ainda aderem a alguns aspectos da vida tradicional frísia.

O antigo centro de Hindeloopen também está bem preservado. Além disso, as antigas ruas, canais e pontes de madeira ainda estão em uso e você pode percorrê-los a pé ou de bicicleta.

Você também pode explorar outros lugares únicos, como as casas dos capitães, a casa do guardião da fechadura de madeira e até o ‘banco dos mentirosos’.

É apropriadamente chamado assim, pois é onde os marinheiros se reuniam para trocar suas histórias de viagem.

9. Broek em Waterland

Broek em Waterland também se encaixa perfeitamente entre as mais belas aldeias da Holanda. Oferece aos visitantes a oportunidade de experimentar a cultura tradicional holandesa sem ter que viajar muito longe da capital. Não é à toa que é uma das aldeias holandesas mais visitadas.

A vila é também um aldeamento turístico histórico e foi um destino muito popular para os viajantes nos séculos XVII e XVIII. Até hoje, continua sendo uma das aldeias mais populares da Holanda.

A área circundante consiste em extensas planícies de grama com inúmeros rios, canais e diques que atravessam as planícies. É, portanto, o destino ideal para quem procura uma mistura de beleza natural e tranquilidade.

Casas históricas típicas holandesas pontilham as ruas de Broek em Waterland. Outros lugares para visitar ao redor da vila incluem uma charmosa igreja antiga no centro da vila. Este foi construído no final do século XVII.

Além disso, há também um grande lago dentro da vila, onde os moradores patinam no inverno.

10. Marken

Marken é uma pitoresca vila remota encontrada em um cabo na Holanda do Norte, a cerca de 17 quilômetros de Amsterdã. No século 13, uma forte tempestade varreu o campo separando Marken do continente. No entanto, em 1957, um aterro foi construído para reconectar Marken com o continente.

Marken é uma pequena ilha que pode ser explorada a pé. A sua localização remota confere-lhe uma cultura e um carácter distinto que é valorizado pelos habitantes locais até hoje.

Algumas das principais atrações da vila incluem o Paard van Marken. Este é um farol localizado no ponto mais oriental da vila e ainda funciona. Você também pode visitar o Museu Marken para conhecer a fascinante história da ilha.

O Kijkhuisje Sijtje Boes é outro lugar interessante para se visitar. Aqui você pode ver os móveis antigos e a decoração de Marken.

Uma visita a Marken não estaria completa sem assistir a uma demonstração ao vivo da fabricação de tamancos holandeses.

Faça um passeio autoguiado por Marken saindo de Amsterdã comprando um I Amsterdam City Pass, que inclui passagens de ônibus RNet que levam você a Volendam em cerca de 20 minutos da Estação Central de Amsterdã.

11. Orvelte

Esta aldeia encontra-se na província de Drenthe e foi construída no século X. Era principalmente uma cidade agrícola.

Os moradores mantinham milhares de ovelhas que pastavam em seus extensos campos, algo que influenciou muito na origem de seu nome.

Hoje, é uma das aldeias menos povoadas da Holanda, com uma população de menos de cem. A área mais ampla de Ovelte tem uma população de apenas 200 habitantes.

Sendo uma das vilas mais bonitas da Holanda, Orvelte irá encantá-lo com suas tradicionais casas de palha e antigas ruas pavimentadas.

Foi até apelidada de ‘aldeia do museu’ por causa dos esforços que foram feitos para restaurar o caráter e a cultura da vila.

Os esforços envolvem a reintrodução de celeiros com telhado de palha, antigas casas de fazenda de madeira e indústrias artesanais.

Você pode decidir tornar seu passeio em Orvelte especial, movendo-se em uma carruagem puxada por cavalos. Esta carruagem percorre as atracções históricas da vila, como a antiga forja e a serraria.

12. Giethoorn

Esta é uma das poucas aldeias na Holanda sem estradas. É apelidada de ‘Veneza’ da Holanda por causa de seus muitos canais e pontes.

Você só pode acessá-lo a pé ou de barco. Os turistas têm que deixar seus veículos fora da vila e atravessar as pontes de madeira para chegar a Gierthoorn.

Sem estradas e transporte motorizado, é evidente que os moradores da vila de Giethoorn, na Holanda, desfrutam de uma tranquilidade incomparável. A vila é uma amálgama de pequenas ilhas com casas e fazendas de madeira tradicionais. Estas ilhas são interligadas por pontes de madeira.

As ruas aqui são pavimentadas com paralelepípedos e você é livre para passear enquanto aprecia a beleza da cidade. Você também pode decidir explorar Giethoorn a bordo de um barco.

O vizinho Parque Nacional De Weerribben-Wieden também merece uma menção. É um pântano que abriga uma grande variedade de vida selvagem.

Os restaurantes locais exclusivos oferecem cozinha tradicional holandesa de dar água na boca que você definitivamente deve provar.

13. Durgerdam

Durgerdam é uma vila construída sobre um longo e largo dique. Ao longo dos anos, os moradores foram forçados a aprender a gerenciar os enormes corpos d’água.

Durante uma das piores inundações que atingiram a vila no século 15, Durgerdam foi completamente destruída.

Isso exigiu a mudança para construir um longo dique no qual as pessoas pudessem construir suas casas. A maioria das antigas construções de madeira está agora protegida, o que significa que você pode entrar e admirar a rica história holandesa.

Antes de sua reconstrução, era um importante porto no Zuiderzee. Mas quando os diques foram erguidos, a aldeia foi isolada do mar. Isso levou ao declínio do transporte na área e os moradores se voltaram para o peixe.

Algumas das principais atrações de Durgerdam incluem o ‘Kapel’ branco, a capela, a Igreja Reformada e o relógio Hemony na torre.

Você pode explorar a vila a pé, embora as ciclovias também estejam disponíveis e você pode subir em uma bicicleta para tornar seu passeio ainda mais agradável.

14. Kinderdijk

Kinderdijk é famosa por seus moinhos de vento – os maiores da Holanda. Possui uma rede de 19 moinhos de vento, que foram construídos no séc. XVIII para proteger a vila da subida do mar. Eles foram construídos ao longo dos canais de água para ajudar a mantê-los secos.

Existem dois museus em dois desses moinhos de vento. Ao visitar esses museus, você aprenderá mais sobre como os moinhos de vento funcionavam, proporcionando uma apreciação mais profunda da engenhosidade holandesa.

A vila é um marco de renome mundial na Holanda, o que explica por que é considerada uma das mais belas vilas da Holanda. Cerca de vinte anos atrás, foi até listado pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

Esta vila também oferece uma visão única da cultura tradicional e do caráter dos holandeses. Kinderdijk está localizada a apenas 15 km da cidade de Roterdã, o que significa que é facilmente acessível pelos visitantes.

15. Westerbork

Esta aldeia está fortemente associada à Segunda Guerra Mundial. Isso ocorre porque está localizado perto de um campo de trânsito nazista. Judeus e outros passaram por este campo a caminho dos campos de concentração na Alemanha e na Polônia.

Mais tarde, o Museu Camp Westerbork foi inaugurado no local. Você pode aparecer para descobrir os horrores e a história da guerra.

A vila também tem vários outros atrações para os turistas explorarem, como a Igreja Stefanuskerk. Esta igreja foi construída no século XV por católicos, embora também existam algumas partes da igreja que foram construídas muito antes disso.

Outro lugar de destaque para visitar é o Museu do Corte de Papel. Aqui, os visitantes apreciam a arte, feita com recortes de papel.

Você terá a chance de fazer alguns de seus próprios recortes de arte, se assim o desejar. Se forem bons o suficiente, serão exibidos para outros visitantes desfrutarem.

Se você estiver viajando com seus filhos ou família, este pode ser um excelente lugar para se visitar.

16. Volendam

Volendam é uma das aldeias mais bem preservadas da Holanda. Ele está localizado em um porto pelo Lago Markermeer. Por causa de sua localização estratégica perto do Mar do Norte, os pescadores estabeleceram assentamentos na vila.

Hoje, o porto está repleto de casas tradicionais de madeira coloridas. Você também encontrará barcos de pesca tradicionais nas docas. Além dos edifícios históricos, a cultura e a língua de Volendams ainda são valorizadas até hoje.

Há uma faixa portuária chamada De Dijk. Tem muitas casas históricas, lojas à beira-mar, restaurantes e cafés.

Os restaurantes servem frutos do mar suntuosos que vale a pena experimentar. Você também pode vislumbrar os moradores vestidos com trajes tradicionais holandeses.

Outra atração principal é o Museu Volendam. Aqui, você terá uma visão mais profunda da história de Volendam, através da arte. Você encontrará até peças de mestres como Renoir. 

Se desejar, você também pode usar roupas tradicionais de Volendam e tirar sua foto no museu. A boa notícia é que Volendam é uma ótima viagem de um dia saindo de Amsterdã.

Reserve seu passeio junto com uma visita aos moinhos de vento Zaanse Schans para ver todos os locais do norte da Holanda.

Ou faça uma excursão autoguiada saindo de Amsterdã comprando um I Amsterdam City Pass, que inclui passagens de ônibus RNet que levam você a Volendam em cerca de 20 minutos da Estação Central de Amsterdã.

17. Bronkhorst

Bronkhorst é uma vila no interior da Holanda com uma pequena população de cerca de 170 pessoas. É considerada uma das aldeias mais bonitas da Holanda por causa de sua arte.

Há muito para os visitantes verem, como arte, artesanato e muitos outros produtos criativos.

Há também muitos locais atraentes que o tornam ideal para qualquer viajante. Um deles é o Museu Charles Dickens, que foi idealizado por fanáticos locais.

Você também pode visitar a vizinha Vorden para ver os castelos. Um passeio pela vila irá ajudá-lo a apreciar a beleza das ruas de paralelepípedos, antigas casas de fazenda e natureza encantadora.

Outras atrações aqui incluem um pequeno museu, uma bomba de água e uma igreja antiga.

Embora considerada uma vila, é tecnicamente uma cidade porque foi concedido o direito de cidade medieval no século XV. A história mostra que era um senhorio antes disso.

Para chegar ao Bronkhorst, você pode apenas dar um passeio do rio Ijssel.

18. Domburgo

Domburg é uma antiga vila no Mar do Norte. Devido à sua proximidade com o mar, muitos visitantes acorrem à vila para saborear a pitoresca vila, o mar e as praias de areia. Tem sido um destino popular para os viajantes desde o século 17.

Mais tarde, transformou-se em um resort à beira-mar com as atividades típicas do resort, como praias, pesca e esportes aquáticos. Isso a torna uma das aldeias mais bonitas da Holanda para os turistas.

A aldeia fica ao lado de uma reserva natural chamada ‘de Manteling’. Isso compreende uma floresta que se estende de Domburg a Oostkapelle. É rico em vida vegetal e animal. Você pode visitar o museu de biologia, Terra Maris, para aprender sobre esta reserva natural.

Então, se você quiser uma alternativa aos locais históricos, considere visitar Domburg. Muitos artistas migram para a vila para se inspirar, incluindo James Whistler e Mondrian.

A vila também oferece instalações modernas para os visitantes, como parques e hotéis. Se você estiver procurando por acomodação, pode se hospedar em um dos hotéis, pois existem alguns ótimos.

19. Thorn

A vila de Thorn oferece uma mistura perfeita de arquitetura tradicional holandesa e rica história. Inicialmente, foi o lar de um convento de nobres damas por volta do século XII.

Estas freiras faziam vinho, uma prática que continua até hoje, apesar do convento já não existir.

É também nessa época que Thorn conquistou a independência do Sacro Império Romano, tornando-se o menor estado a fazê-lo.

As casas arcaicas desta aldeia são pintadas de branco, o que as torna muito atraentes. Os moradores decidiram remover suas janelas e pintar as casas de branco, para evitar o pagamento de uma taxa de janelas que foi introduzida pelos franceses em 1794. Isso rendeu à vila o nome de ‘A Aldeia Branca de Espinho’;

Você pode visitar o museu local para saber mais sobre Thorn. Além disso, você pode caminhar pelas ruelas de paralelepípedos enquanto saboreia os pequenos pátios.

A bela igreja gótica e os excelentes cafés também fazem de Thorn um ótimo lugar para se visitar. Por exemplo, o Grand café Het Stift oferece uma grande variedade de cervejas locais para os visitantes provarem.

20. De Rijp

De Rijp está localizado a cerca de uma hora de Amsterdã. É composto por chalés intercalados por um par de grandes edifícios.

Era o centro do arenque – uma das comidas favoritas dos holandeses. Era também um porto baleeiro porque era uma porta de entrada para o mar.

Os numerosos lagos que cercam a vila desapareceram ao longo do tempo por meio de recuperação. De fato, o conceito de recuperação de terras parece ter se originado aqui no século XVII. Beemster.

Hoje, o pólder de Beemster é reconhecido como Patrimônio Mundial da UNESCO. Há tantas outras atrações turísticas em De Rijp. De Rijp tem mais de 100 estruturas restauradas e cerca de 27 monumentos, alguns dos quais abertos ao público.

Você pode visitar a vila de diferentes maneiras – por exemplo, embarcando em um barco elétrico para visitar o pólder de Beemster.

A vila é popular para piqueniques e pessoas que querem uma noite descontraída em uma das vilas mais bonitas da Holanda. 

Faça um tour autoguiado de De Rijp saindo de Amsterdã comprando um I Amsterdam City Pass, que inclui passagens de ônibus RNet que levam você a Volendam em cerca de 20 minutos da Estação Central de Amsterdã.


Veja Também: Noruega – Os 20 Dos Lugares Mais Bonitos Da Noruega